inescburg@yahoo.com.br

sábado, 30 de julho de 2016

Livro resgata um dos maiores patrimônios brasileiros: os alimentosgurança Alimentar e Nutricional

alimentos regionais brasileiros28 de julho de 2016
Publicação do Ministério da Saúde traz dezenas de alimentos regionais, receitas e substituições gastronômicas
A 2º edição do livro Alimentos Regionais Brasileiros, realizado pelo Ministério da Saúde, através da Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição, apresenta uma lista com frutas, hortaliças, tubérculos, leguminosas, cereais e ervas brasileiras. Abricó, Cubiu, Sorva, Juá, Major-gomes, Guandu, Baru, Croá, Physalis, Beldroega, Radite são alguns dos nomes que podem parecer distantes da cultura alimentar do país, mas estão espalhados pelas cinco regiões do Brasil.
Além de trazer dezenas de nomes, receitas culinárias e possíveis substituições que valorizam a diversidade cultural brasileira são resgatadas. O livro se organiza a partir da característica, análise nutricional, curiosidade e uso culinário dos alimentos, o que os transforma e os aproxima da cozinha de cada um.
Com o desenvolvimento da urbanização e da industrialização, a alimentação deixou de ser um processo pelo qual as pessoas conhecem e reconhecem a cultura e apreendem a consciência do alimentar-se. A hora de comer passou a ter um caráter superficialmente funcional, come-se porque tem de comer. Acrescente-se a isso a falta de tempo no dia-a-dia, a preferência por se alimentar em fast-foods e pelos alimentos industrializados. Esse conjunto acarretou para grande parte da população mundial uma deficiência nutricional, o que se relaciona com a desvalorização de alimentos regionais e saudáveis.
Segundo o Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, é necessário “assegurar processos permanentes de educação alimentar e nutricional e de promoção da alimentação adequada e saudável, valorizando e respeitando as especificidades culturais e regionais dos diferentes grupos e etnias”. Isso mostra que a alimentação estar restrita a alguns alimentos vai contra os princípios do PNSAN. Por isso, um dos objetivos do livro é apresentar um padrão alimentar saudável e de qualidade ao inserir esses produtos no cotidiano das pessoas, trazendo reconhecimento para aquilo que é patrimônio dos brasileiros: os alimentos.

Anterior

Nenhum comentário: