inescburg@yahoo.com.br

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Resíduos da produção de azeite e da cortiça aproveitados para energia


João Claro, investigador da UTAD, premiado por projecto promissor

João Carlos Almeida Ribeiro Claro, docente e investigador do Centro de Química da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), responsável por um projecto que permite transformar em energia os resíduos da produção de azeite e da cortiça, diminuindo os efeitos do impacto ambiental, foi um dos vencedores do “Green Projects Awards” de 2011, atribuído na Culturgest.
2011-09-16
O processo que a UTAD pretende implementar faz o tratamento dos resíduos e efluentes das unidades de produção de azeite através da utilização de resíduos da indústria da cortiça. O processo dá origem a um produto ou material que, por sua vez, não se constitui num novo problema, nomeadamente, no que se refere ao seu destino final.

O produto resultante apresenta um grande potencial de valorização constituindo-se em biomassa com um elevado poder calorífico. Este facto abre excelentes perspectivas no âmbito da valorização energética, por exemplo, na produção de pellets e briquetes. Desta forma, encontra-se uma solução para os resíduos e obtém-se uma mais-valia económica para as unidades de produção de azeite.

Nenhum comentário: