inescburg@yahoo.com.br

quarta-feira, 28 de julho de 2010

"Mc Problema"

Quarta-feira, 07 de julho de 2010 09:47
Valor Econômico

"Mc Problema"

O McDonald' s da China informou ontem que os aditivos usados em seus McNuggets de frango são "inofensivos", depois da publicação de notícias de que os ingredientes poderiam trazer riscos à saúde.

O uso de terc-butil hidroquinona no frango frito da rede de lanchonetes cumpre os padrões chineses de segurança, segundo informou a unidade do McDonald' s no país em comunicado divulgado por e-mail.

"A substância química é tóxica em certa medida", afirmou o nutricionista Liu Qingchun, do Hospital Geral das Forças Policiais Armadas, na edição de ontem do jornal "China Daily". Liu ressaltou que os padrões chineses permitem seu uso.

O McDonald' s tem "controles de qualidade rigorosos em todos seus alimentos", afirmou Jacky Sun, porta-voz da unidade chinesa, em entrevista por telefone, ontem.

Em 20 de abril, o vice-primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, havia pedido que as autoridades "melhorassem significativamente" a segurança e reputação dos alimentos no país, de acordo com a agência de notícias oficial Xinhua News. Os McNuggets vendidos nos Estados Unidos também contêm a terc-butil hidroquinona, um derivado do petróleo, e dimetilpolisiloxano, um agente antiespumante usado em produtos como cosméticos.

O McDonald' s Holdings Japan também usa os aditivos, dentro dos padrões de segurança japoneses, segundo Kazuyuki Hagiwara, porta-voz da unidade no Japão, afirmou ontem. As duas substâncias são "inofensivas", segundo Sun, do McDonald' s China.

"A Agência Estatal de Remédios e Alimentos está trabalhando com outros departamentos relevantes para monitorar os produtos McNuggets do McDonald' s", ressaltou o órgão em comunicado veiculado em seu site. "O governo pede aos fornecedores de serviços alimentícios para seguirem estritamente o padrão nacional de uso de aditivos e para assegurar a segurança nos alimentos públicos."

O frango é a segunda carne mais consumida na China, depois da suína. A demanda neste ano é estimada em mais de 12,6 milhões de toneladas, segundo informe da Associação de Agricultura Animal da China, em seu site. Os receios quanto à segurança dos alimentos aumentou na China desde do caso de contaminação de leite em pó, que levou pelo menos seis bebês à morte em 2008 e deixou cerca de 300 mil crianças doentes. No mesmo ano, almôndegas contaminadas com pesticidas importadas da China deixaram pelo menos dez pessoas doentes no Japão.

A China abriu suas primeiras 1 mil lanchonetes McDonald ' s em menos tempo do que qualquer outro país, com exceção dos EUA.

Nenhum comentário: