inescburg@yahoo.com.br

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Chile contaminado com transgênicos

O Instituto de Nutrição e Tecnologia de Alimentos (INTA), da Universidade do Chile, constatou que milhos transgênicos contaminaram lavouras de milho convencional no Chile. A conclusão vem de estudo realizado no começo do ano na Região de O’Higgins. Foram analisadas amostras de 30 propriedades contíguas a propriedades onde se cultivava transgênicos, das quais quatro apresentaram resultados positivos para contaminação transgênica.

A presença de transgênicos põe em risco as exportações, a agricultura orgânica e as sementes convencionais de numerosas empresas. Milhos contaminados estão sendo vendidos em feiras para alimentação humana, consumo animal e para sementes.

“Esta situação é de extrema gravidade, já que estes milhos contaminados são ilegais -- não estão aprovados para o consumo humano e nem para uso como sementes”, declarou María Isabel Manzur, da Fundación Sociedades Sustentables.

Em 2007, o Serviço Agrícola e Pecuário (SAG, em espanhol) autorizou cerca de 25.000 hectares de transgênicos no território chileno, a maior parte de milho. Em paralelo, o Parlamento discute atualmente um projeto de lei que apóia a expansão destes cultivos e não leva em conta a rotulagem dos produtos.

Fonte:
Nota à imprensa da Fundación Sociedades Sustentables, Desarrollo Rural Colchagua e Programa Chile Sustentable, 23/10/2008.

Nenhum comentário: